Perguntas & Respostas

(29-06-09) Quais são os benefícios de uma vida vegetariana do ponto de vista mágico?


Vegetais e frutas são considerados sattívicos ou puros. A carne é considerada rajásica ou perturbada. A carne tornará mais difícil o controle da mente. Estatisticamente, ela também leva a doenças mais frequentemente. Alimentos apimentados são rajásicos também, e também a carne mais velha, como a usada em “mexidos”. Esse tipo de carne é tamásica e causa preguiça. A carne também leva à preguiça mais frequentemente, e pode excitar a mente para a ira mais facilmente. Os carnívoros argumentarão sobre isso, mas um simples fato é que, se eles observassem uma dieta vegetariana por até só uma semana, eles veriam uma boa mudança na consciência e na atenção. A carne excita a mente e pode torná-la facilmente inadequada para a concentração. Essa é a razão da Yoga para não se comer carne.

A versão ocultista é um pouco mais longa e se segue:

Os minerais contêm apenas um corpo denso e a raiz de uma alma, que não é contida no corpo denso. Os seus corpos etérico, astral e mental são permeados pelo Universo. Eles não pertencem ao próprio mineral. As plantas possuem seu próprio corpo físico/denso e um corpo etérico. Percebendo como o corpo astral e a mente são os únicos lugares do “ser” numa coisa, as plantas não são infundidas com emoções e experiências ou memórias do mesmo modo que os animais são. Animais contêm um corpo denso, um corpo etérico e um corpo astral. Aí está o grande problema em se comer carne regularmente de uma perspectiva ocultista. Quando você come a carne, especialmente se não foi drenada de todo o sangue para se tornar mais enxuta, você está comendo um corpo denso que foi permeado por emoções, enquanto o sangue contém partes do ego ou ser do animal. Portanto, seu próprio corpo tem de trabalhar muito mais para digerir carne, porque além do difícil processo de digestão densa, o corpo astral tem de digerir sua energia também, que é geralmente não pura ou desejável. Quanto mais inteligente é um animal, é mais difícil para o seu corpo astral consumir. Um peixe é consumido bastante facilmente, porque tem sangue frio e, portanto, seu ego está fora do corpo físico do peixe e quase totalmente controlado externamente. Animais de sangue quente contêm o ego dentro da casca física, portanto qualquer animal de sangue quente tem de ser julgado de acordo com sua inteligência. Embora haja exceções, geralmente, entre animais de sangue quente, a galinha seria a primeira escolha e deveria realmente ser a única escolha. Qualquer carne vermelha que seja deveria ser evitada, especialmente durante os estágios iniciais de treinamento antes de a mente se tornar totalmente estabelecida em consciências mais elevadas. Geralmente, a respeito de carne, eu aconselho que meus estudantes só comam peixe, e ocasionalmente galinha se a Vontade deles não é forte o suficiente para uma dieta vegetariana no início.

Dito isso, a completa renúncia de carne não é requerida para a prática espiritual. Porém, o aspirante deveria usar todas as ferramentas possíveis nos primeiros anos de treinamento, e uma dieta vegetariana é uma ferramenta muito poderosa. A mente é muito difícil de treinar. Eu tenho alguns estudantes cujas mentes são mais fáceis de domar e, portanto, eles não precisam seguir tais regras tão rigorosamente, enquanto eu tenho outros estudantes dos quais eu demando Observação de Silêncio, Jejuns, Celibato etc. porque eles precisam toda a ajuda possível para domarem suas mentes. Nenhuma magia pode ser executada sem o controle da mente, e nenhuma realização é possível num nível permanente sem esse controle.- VEOS

(30-06-09) Será que o uso de vários medicamentos, como relaxante muscular e antidepressivos (faixa preta), podem interferir nos exercícios?

Sim, eles interferem, porque eles impedem a habilidade do mago de confrontar certos desequilíbrios dos elementos que normalmente apareceriam em seu caráter. Mas, pelo fato de que os remédios omitem esses desequilíbrios, eles não aparecem externamente, e, portanto o estudante pode não perceber que esses desequilíbrios precisam ser trabalhados.

Se você precisa dos antidepressivos no início, então os use. Contudo, na medida em que você avança, você deveria começar a, gradualmente, reduzir a quantidade que você toma, enquanto ainda mantém um nível de paz desenvolvido através da prática. Um dia, você será capaz de ter essa mesma paz sem drogas, e então você ficará bem. – PROPHECY

(1º/07/09) O uso de relaxante muscular também interfere nos exercícios?

Desde que o remédio não iniba processos químicos emocionais ou inibam a atividade da medula espinhal, ele não impactará as práticas de forma alguma. - PROPHECY

(1º/07/09) É normal um praticante fazer 3 horas de meditação por dia, divididas em manhã, tarde e noite, por 9 meses, e mesmo assim não conseguir manter um único pensamento por 10 minutos?

Este é um dos problemas do modo com que O Caminho do Adepto foi descrito publicamente. Bardon escreveu seu livro para o homem branco, cristão e ocidental, por assim dizer. Ele escreveu esse livro dessa maneira de propósito, de modo que mais pessoas o leriam, e se sentiriam confortáveis ao praticá-lo. A ideia da Yoga durante o tempo de Bardon era muito tabu entre o que a maioria do público dele seria. Ele ensinava Yoga para seus estudantes pessoais, mas a menciona pouco em seus livros.

Veja, nem toda mente pode ser parada usando unicamente técnicas mentais. Na Yoga, você incorpora técnicas de controle de energia interna também. Quando a energia interna, o prana, é calma, a mente fica também calma. Quando a mente é calma, o prana fica calmo também. Dessa forma, a mente se aquieta muito mais rápido quando combinada com técnicas tradicionais de pranayama, como Sukha Purvaka (N.T.: Leia o artigo Práticas Mágicas Diárias, de Prophecy, para aprender a como fazer Sukha Purvaka). Para algumas pessoas, essa é a melhor abordagem. Para outras pessoas, as meditações mentais são melhores. Para a maioria das pessoas, os dois lados têm de ser combinados. Não apenas o controle do pensamento deve ser praticado, mas pranayama também.

Eu deveria mencionar também que não há razão alguma de praticar se você não muda seu estilo de vida. Você deveria comer mais frutas e vegetais, e alguma carne branca. Evite carne vermelha no total para os melhores resultados. Evite festas, bebidas alcoólicas, drogas etc. Não ouça excessivamente a música ou assista televisão, ou jogue videogames. Todas essas coisas agitam muito a mente, dispersam suas energias, e tornam o progresso difícil. – PROPHECY

(03/07/09) Em relação a estudantes celibatários, quais técnicas deveriam ser usadas para a transmutação da energia sexual?

Em relação a estudantes que praticam o celibato, japa deveria ser feito enquanto se dirigem os olhos levemente para cima, para olhar ao ponto entre as sobrancelhas, na raiz do nariz. Sirvangasana também deveria ser executada. Qualquer forma de meditação, contudo, transmuta realmente a energia sexual para ojas, que é a energia sexual quando usada para propósitos mais espirituais.– PROPHECY

(03/07/09) Sou rosacruz (AMORC), pratico a castidade e li em livros da gnose-Samaeliana sobre o Karma-saya, porém como não há muito na literatura esotérica sobre ele, gostaria de saber se ele existe da forma como é ensinado, mesmo porque a definição dada por Swami Sivananda parece ser totalmente diferente. Se puder indicar algum livro que não seja gnóstico-sameliano sobre o tema eu ficaria muito grato.

A tradição Karmasaya dos gnósticos foi desenvolvida nos últimos 150 anos, e é baseada em escrituras orientais daquela época pobremente interpretadas. Negligencie-a. O que Sivananda ensina é correto. Eu diria também para a pessoa que fez a última pergunta que não existe mais uma razão para ser rosacruz. Os mestres da Loja Branca, o templo interno da AMORC, estão retirando suas energias da Ordem Rosacruz. O rosicrucianismo provavelmente não existirá mais daqui a cem anos. – PROPHECY

(04/07/09) Quanto a prática do Japa, qual a diferença do YHVH para o YHShVH? E como fazer a pronúncia mântrica desses? O Japa deve ser feito em asana?

Para a prática do Japa, não existe diferença alguma. Desde que o nome que você está usando é o nome da suprema divindade para você, o japa será bem-sucedido. As pronúncias são “iê-rrôu-vô” para YHVH, e “iê-rrôu-xê-vô” para YHShVH. Você poderia também entoar as próprias letras hebraicas, como YOD-HEH-VAU-HEH ou YOD-HEH-SHIN-VAU-HEH. Para Jesus, você pode usar somente a pronúncia correta do aramaico do nome dele: Yeshua.

O Japa não precisa ser feito em sua asana. Você pode fazer Japa na hora em que quiser, durante qualquer atividade. Mas, se você se senta especificamente para uma sessão de japa, você deveria sempre se sentar em sua asana.PROPHECY

(06/07/09) As formas-pensamento enfraquecem ou mesmo desaparecem com a distância física?

Sim e não. Se você estiver transmitindo a forma-pensamento passando-a através do plano mental, se você souber como fazer isso, então a distância não importa muito. Se você não sabe como fazer isso, então a forma-pensamento empregará uma substância etérica e viajará através do ambiente astral denso dos planos etéricos. Nesse caso, a forma-pensamento se move através do espaço e do tempo, e portanto é sujeita a se decompor ao passar pelos dois. - PROPHECY

(06/07/09) Posturas de dormir afetam o modo com o qual o prana flui pelo corpo? Nesse caso, qual seria a postura de dormir mais recomendada?

As posturas não afetam o corpo a ponto de se preocupar com isso. Mas, em geral, a melhor postura é deitar com sua cabeça para o leste e os seus pés apontando para o Oeste. Polaridade positiva no leste, negativa no Oeste. Isso ajuda com que a energia negativa seja filtrada para fora de seu corpo durante a noite. - PROPHECY

(06/07/09) Uma clarividência bem desenvolvida pode ser usada para predizer o futuro?

Oh, sim. Uma clarividência bem desenvolvida pode ver qualquer coisa que o mago desejar ver. - PROPHECY

(06/07/09) A clarividência é análoga à Onisciência, esta sendo uma das quatro qualidades de Deus? Portanto, as faculdades do corpo astral no microcosmo são análogas às quatro qualidades de Deus, como macrocosmo?

Com o tempo, as faculdades mágicas da pessoa se tornam unidas com as qualidades divinas de Deus. Isso acontece através de prática mágica rigorosa, não somente através de Yoga. Isso acontece apenas através dos tantras superiores. Assim, a clarividência e a clariaudiência se tornam Onisciência. A sensitividade se torna Onipresença.

Desse modo, a Onipotência é desenvolvida através da união com e o domínio de todas as forças. E finalmente vem a Infinidade, na qual se domina os processos da luz condensada e expandida, e se transforma o corpo em uma projeção de luz eterna, para se viver para todo o sempre.

Assim, as quatro características de Deus são conseguidas. Existem, então, três qualidades passivas também: verdade, sabedoria e alegria. Isso é um grande segredo cabalístico. As Três Letras Maternas do alfabeto hebraico embaixo das Quatro Letras Paternas: Aleph, Mem e Shin, se escondendo dentro de Yod, Heh, Vau e Heh-final. - PROPHECY

(06/07/09) Existe uma faculdade mágica baseada no elemento terra?

Existem os sentidos mágicos de olfato e paladar também, mas eles não são focados pelos magos, pelo fato de que eles não são necessários para o trabalho mágico. - PROPHECY

(06/07/09) A Infinidade é frequentemente tomada como Amor Eterno... Isso é correto? Eu ouço frequentemente Alegria Eterna e Amor Eterno, mas Infinidade seria mais apropriado, certo?

Infinidade é a infinidade da consciência. – PROPHECY

(08-07-09) De posse, então, de tais informações, já que o Prophecy afirma que não existe mais uma razão para ser Rosacruz, qual ordem os buscadores deverão procurar para saciarem sua sede de Conhecimento, e encontrarem a Verdade?

A AMORC será tão boa quanto qualquer outra Ordem. Ela ainda terá um templo interno cheio de adeptos rosacruzes, ela ainda ensinará as mesmas coisas etc, se eles escolherem não se retirarem do mundo em 2011 (coisa que eles devem fazer, mas provavelmente não irão). Portanto não existe razão para realmente se deixar a AMORC.

O que tornou a AMORC um pouco melhor que outras Ordens na época era a ligação iniciática direta à Fraternidade Branca. Uma ligação iniciática que logo ela não mais hospedará. Até os Mestres do Templo da AMORC estão começando a notar isso. Eles estão tendo de recitar a invocação aos mestres por dez ou quinze vezes para sentirem as energias nas iniciações, em vez das três vezes tradicionais. É triste assistir isso acontecer, e quebra o coração do iniciador na maioria dos casos. – PROPHECY

Aos leitores do Bardonista:Por favor, não me perguntem mais questões sobre a AMORC e a Fraternidade Branca. Eu já passei um pouco do que eu deveria dizer publicamente. Se você for um membro regular da AMORC, você estará bem, as mudanças não lhe impactarão diretamente. Elas só impactarão os Rosacruzes Illuminati (além do 9º grau do templo), Grão-Mestres, e Imperator.

(22/07/09) Caso um adepto esteja utilizando-se da clarividência a distância ( concentração do elemento fogo- Grau VII do I.H ) para nos observar constantemente, e apesar de ser um adepto comece a fazer uso desta habilidade de forma anti-ética, como já ocorreu comigo em uma ordem ocultista, como podemos impedir o adepto de nos observar e fiscalizar ?

Se um clarividente habilidoso está lhe observando, não existe um jeito rápido para interromper isso de ocorrer. Você deve treinar a si mesmo para desenvolver as habilidades necessárias para manter fora os olhos curiosos. Uma vez que você tenha dominado o uso da força vital, você será capaz de estabelecer um “kavatch”, um escudo de energia espiritual, em sua aura. O kavatch será capaz de fazer com que as pessoas parem de olhar para você clarividentemente. – PROPHECY

Atualização: (27/05/10)

Como deve ser a entonação dos mantras?


A entonação deve ocorrer em tom normal, neutro. Se você achar que melhora a sua concentração e aumenta os resultados, pronuncie o mantra com uma voz de devoção, de entrega à divindade. – A. A.

No momento em que se pronuncia tal mantra como, por exemplo, Odin, deve-se concentrar-se na personalidade/atributos do deus?

O melhor seria concentrar-se nas quatro qualidades básicas de Deus, que são a Onisciência, Onipresença, Onipotência e Infinidade. Também, como uma prática complementar, você pode se concentrar nas três características suplementares de Deus (“Sat-cit-ānanda” na Yoga) que são a Existência, a Consciência e a Alegria. No início pode-se imaginar apenas uma das características e ir adicionando outras de modo que, com o tempo, você consiga se concentrar nas quatro características simultaneamente. Essa concentração simultânea seria a mais poderosa e a que mais daria resultados, naturalmente - embora eu creia que demore a dominar. Bardon ensina a concentração em múltiplas ideias lá pelo Grau III. – A. A.




Como deve ser a entonação? (Vibrando?)

Deve ocorrer uma repetição num tom de voz natural, sem vibração. Prophecy me contou que o ritmo dele para fazer Japa é de uma repetição de "Om Nama Śivāya" por segundo; pode ser que no início seja mais lento na medida em que você vai se esforçando para construir a sua concentração, mas depois acredito que se torna mais rápido. Não vibre, não alongue, só pronuncie normalmente. – A. A.




Qual mantra recomenda? Eu sou agnóstico...

Segundo Prophecy, o mantra mais poderoso para quem deseja ser liberado do ciclo das reencarnações, chamadoSasāra pelos hindus, é "Om Nama Śivāya". No caso, a partícula "-a" no final de "Śivāy" não precisa ser pronunciada, tornando-se "Om Nama Śivāy" (o "-a" final ocorre naturalmente quando se inicia a próxima repetição do mantra, por causa do mecanismo respiratório); Prophecy diz que ele pronuncia dessa maneira, o mestre dele pronuncia dessa maneira e o mestre do mestre dele pronuncia da mesma forma com grande sucesso.

"Om Nama
Śivāya" tem cinco sílabas análogas aos cinco elementos, e no sânscrito significa algo como “Eu me entrego a Śiva”. Eu recomendaria que você pesquisasse sobre Śiva e seu simbolismo para poder usá-lo e compreender a natureza dessa divindade (que representa, ao mesmo tempo, o mago perfeito e o iogue perfeito). Esse mantra é o mais poderoso por ter sido utilizado por séculos por iogues, causando uma acumulação de grande quantidade de energia (Bardon fala sobre isso em CVA). Dizem que Babaji (a entidade que Prophecy, em seu artigo “Um Ponto de Vista sobre Franz Bardon”, sugere ser o mesmo que Urgaya no fim de Frabato) declarou que "Om NamaŚivāya" é mais poderoso que a bomba atômica.

Por outro lado, se você não conseguir pensar em Deus como uma entidade personificada (antropomorfizada), imagine uma luz ou imagine apenas uma "presença" (para melhores resultados, imaginando as quatro qualidades de Deus que eu mencionei acima), repetindo apenas "Deus" ou a palavra que você acha definir melhor Deus (Helena Blavatsky, em A Doutrina Secreta, sugere a palavra "Espaço" para Deus, que ela diz ser a única palavra que os seres humanos conseguem imaginar que melhor representa Deus). – A. A.

Sobre o mantra já ouviu falar ou conhece um cara que se chama "De Rose", ele dá um versão diferente que éOm Namo Namah Shivaya... há alguma diferença entre os efeitos de um e outro?

Não conheço esse De Rose, mas já ouvi falar das variações. Caso tomemos como verdade o que Prophecy diz na resposta a sua questão sobre os mantras, sendo o Om NamaŚivāya original o mais forte, escolher uma variação seria tolice, porque já não seria o mesmo mantra original com essa egrégora estabelecida. – A. A.

Qual é o tempo médio ideal para progredir nos graus? Entendo que depende de pessoa para pessoa, mas [você tem] alguma sugestão?

Não se podem fazer sugestões a esse respeito. Sem dúvidas, o melhor “tempo médio” para se progredir nos Graus é aquele período em que você consegue dominar, de forma completa e consistente, todos os exercícios daquele Grau atendendo, no mínimo, os valores de tempo que Bardon dá no livro. Melhor ainda seria seguir os tempos mínimos de domínio que Veos dá em seuComentário sobre CVA. Apesar de algumas dessas durações parecerem um “exagero” para algumas pessoas, acredito fielmente que, quanto mais firme a base (Graus I-VI), mais rápida e proveitosa será a ascensão nos Graus superiores (Graus VII-X).

Em minha correspondência pessoal com o praticante Justin Beldwell, que provavelmente agora se encontra nos Graus IX ou X, ele me confirmou esse fato através de sua própria experiência. Perguntado sobre se ele tinha algum tipo de experiência ou treinamento espiritual antes de praticar CVA, ele me respondeu que seguiu uma rotina composta de meditação, trabalho com a Kundalini, trabalhos relacionados a sonhos e Chi Kung por quatro anos. Ele declarou que a parte do treinamento correspondente à meditação consistia de “(...)esvaziar a mente por no mínimo 1 hora numa meditação em pé. Então, depois dessa meditação em pé por uma hora, eu tinha de fazer uma meditação por 30 minutos sentado”.

Convenhamos que o domínio do esvaziamento da mente por 30 minutos sentado e 1 hora em pé é bastante considerável se pensarmos nos tempos que Bardon dá (10 minutos apenas), e até mesmo ultrapassa as estimativas de Veos em seu Comentário. Examinemos a rotina de treinamento de Beldwell, que estudou sem um professor ou um mestre: ele é carnívoro, fuma um pacote de cigarros a cada dois dias (embora tenha dito que parou de fumar pelo período de um ano para testar a força de vontade), não é celibatário e me afirmou não fazer nenhum trabalho paralelo a CVA:

Eu praticava normalmente duas vezes por dia, uma hora no mínimo por vez durante seis dias por semana. Eu usualmente tirava um dia de folga. Houve períodos em que eu não tirava nem um dia e outros em que eu tirava dois ou três dias. Dependia da minha vida no momento.

Perguntei também a ele se ele tinha ficado com os requerimentos de Bardon ou se ele os tinha estendido. Ele me respondeu:

A maioria dos requerimentos mínimos foram ‘uma brisa’ porque eu já tinha dominado o treinamento de esvaziamento da mente por pelo menos uma hora até uma hora e trinta minutos por três anos. Foi mais um curso de repescagem. Eu tentei ir mais profundamente, porém. Descobri que eu, sem pensamento, podia examinar meu fluxo de energia interno e descobrir coisas que eu chamo de ‘pré-pensamento’. Em outras palavras, energias que se irão se manifestar como pensamento. Levou um tempo, mas eu me tornei capaz de soltar essa energia sem esforço e sem um pensamento ao fazê-lo. Normalmente, fazia mais ou menos trinta minutos desses exercícios numaasanasentada, que, comparada a uma asana em pé e imóvel (uma posição de cavalo muito baixa) é como dar um passeio no parque.”

Sobre o tempo de domínio total dos Graus I a VIII, ele me respondeu:

Os primeiros Graus eu completei em, em média, mais ou menos 3 meses. Porém, eu me questionei e queria ter certeza de que estava fazendo o certo – eu pensei que era fácil demais. Então, eu voltei e repeti os Graus I a IV. Fui mais e mais profundamente e, novamente, foi bastante simples com poucos contratempos. Assim, os Graus I a IV me tomaram (fazendo-os duas vezes) mais ou menos 7 meses. Os Graus V, VI e VII eu trabalhei em mais ou menos 4 meses cada. Passei os últimos 4 anos no Grau VIII, contudo. Minha grande paixão é a evocação e as letras cósmicas[a Cabala do terceiro livro de Bardon]. Completei os requerimentos mínimos em mais ou menos três meses, mas eu queria ir muito mais profundamente com esses, porque eu acho que a comunidade mágica tem uma necessidade por esse tipo de informação também. Eu queria ver o que funcionava e o que não funcionava.(...) Eu ainda não acho que dominei os exercícios do Grau VIII, mas meu Anjo me disse que era hora de prosseguir. Eu terminarei o Grau IX em dentro de um mês mais ou menos e logo entrarei no Grau X.”

Sobre se ele realmente tinha dominado os exercícios, ele disse:

“[Se eu os] dominei? Não. Em minha opinião, Bardon não quer que ‘dominemos’ os exercícios. Pegue, por exemplo, o esvaziamento da mente. 10 a 30 minutos é bom. Eu completei duas horas com facilidade há muito tempo atrás e cada vez que eu fazia podia ir mais profundamente e descobrir mais. Você poderia gastar uma vida em apenas um aspecto do que Bardon pede e nunca ‘dominá-lo’. A coisa verdadeira a fazer é ver o que Bardon está pedindo num inteiro e comparar aquilo com o que você tem. A meta é ser capaz de completamente focar a vontade e a imaginação para criar uma tulpa de divindade no astral para você usar essatulpae, em essência, começar o processo de teurgia (tornar-se um deus-homem). “Isso lhe permite ascender e se unificar com divindades ‘reais’ porque sua vibração é próxima o suficiente a delas.”

“É por isso que esse trabalho é tão individual, tire um homem das ruas e lhe dê os requerimentos mínimos de treinamento e poderia levar décadas de trabalho duro e honesto para que ele chegue a algum lugar no treinamento. Mas ele poderia ‘pegar no tranco’ também, poderia levar um ano! Eu já vi isso acontecer com um dos meus estudantes. Ele era interessado em ocultismo e magia cerimonial. Eu dei a ele alguns[exercícios]básicos e trabalhei exercícios de Kundalini com ele e, dentro de um ano, ele podia fazer tudo e alguns extras que CVA pede pra fazer! Pegue uma pessoa com pouca experiência prévia – como Yoga, Tai Chi, Chi Kung, Golden Dawn, bruxaria etc. – e se eles fizerem os mínimos e realmente executarem o trabalho todo dia dentro de uns dois anos eles podem ir bastante longe. (...) Eu tinha um amigo que tentou praticar [o sistema] anos atrás que fazia puro treinamento de Yoga e algumas vezes um pouco de magia evocatória ritual. (...) Ele, com o tempo, pegou o trabalho[com CVA] novamente quando eu alcancei o Grau VIII e progrediu bastante rapidamente a um nível igual ao meu em um curto tempo. Ele estava fazendo Kundalini Yoga e Hatha Yoga por mais de uma década, contudo.”

Podemos ver através da experiência de Justin e as sugestões de Veos que, quanto mais domínio se tem dos primeiros Graus, melhor será o progresso posterior. Vê-se que Justin é um mago bastante diferente de Veos e Prophecy: ele não abandonou muitas coisas que os primeiros sugerem abandonar, como atividade sexual, comer carne e fumar, mas corroborou o que Veos diz sobre os tempos mínimos. O tempo sempre varia de pessoa para pessoa, todo o seu histórico kármico e mágico e sua determinação. O tempo perfeito para cada um dos Graus é, portanto, aquele em que se dominam satisfatoriamente os exercícios a fim de passar para a próxima etapa – vemos pela experiência de Justin e pelas recomendações de Veos que, quanto mais longo for esse domínio, melhor. – A. A.

Sobre [asanas], qual é a mais recomendável?

Existe o que Veos e eu chamamos de ‘trio mágico de asanas’. Elas sãoPaścimottānāsana,Sirshasanae Sarvangasana. Se você pesquisar sobre elas, você encontrará imagens. Juntas, elas ajudam a abrir oSushumna Nadi, acalmar a mente e transmutar a energia sexual em energia mental para meditação. (...) Tome cuidado especial com Sirshasana, usando um travesseiro sob sua cabeça no início, e usando os antebraços para ajudar a suportar o seu peso. Se você sentir pressão demais no seu pescoço, pare a prática.SirvangasanaePaścimottānāsanasão perfeitamente seguras.” –PROPHECY.

Eu estou estudando sobre o estado de Jinas e o Logos Solar. Você acha adequado eu praticar isso, estando no Grau I de CVA?

O Caminho do Adepto ajudará com qualquer caminho, e qualquer sistema de exercícios. Se você estiver praticando CVA, ele melhorará os benefícios de quaisquer outros exercícios mágicos ou místicos. – PROPHECY.

(29-05-10) Quais são as causas da homossexualidade e bissexualidade de um ponto de vista mágico? São essas orientações sexuais mutáveis e/ou condenáveis, em uma perspectiva mágica?

A sexualidade não tem impacto real na vida espiritual do indivíduo. Não existe um código ou lei mágica dizendo que se deve ser heterossexual, por exemplo. Porém, o mago sempre olhará para o propósito da natureza. Se ele nasceu homem, existe uma razão para isso. Se nasceu uma mulher, também existe uma razão. De uma perspectiva puramente filosófica e natural, os corpos do homem e da mulher são criados para se unirem. Aquele que aspira ser mago contemplará essa ideia. Muitas vezes, os instintos de homossexualidade e bissexualidade são causados por encarnações recentes no gênero oposto. Todavia, você se encarnou no gênero atual para vivenciar a vida do ponto de vista desse gênero, dentro de sua ordem natural.

Dessa forma, a homossexualidade ou a bissexualidade nunca deveriam ser condenadas ou criticadas, porque são frequentemente influências de vidas passadas agindo poderosamente no indivíduo. Não são “erradas”, e não impedirão a evolução mágica. Elas são apenas uma peculiaridade do livre arbítrio. Elas são mutáveis, se o indivíduo desejar. –PROPHECY.

(13-07-10) Tenho uma dúvida sobre Franz Bardon, eu ouvi alguns boatos que ele era discípulo de Aleister Crowley, é realmente verdade?

Não é possível afirmar que Bardon foi discípulo de Crowley com 100% de certeza, do mesmo modo que não podemos afirmar, por exemplo, que Bardon tinha reais poderes mágicos. Contudo, não existe nada nas biografias e outros textos escritos sobre Bardon dizendo que ele foi discípulo de Aleister Crowley. Isso, a meu ver, indica que os dois nunca se encontraram (ao menos fisicamente) e que nenhum foi mestre ou discípulo do outro. Bardon foi bastante diferente de Crowley em seus escritos e atitudes, o que reforça essa minha opinião.

Agora, sabemos que Bardon tinha conhecimento da obra de Crowley. Em uma passagem deMagia Prática - O Caminho do Adepto, Bardon parafraseia Crowley, adicionando o seu próprio toque pessoal: "O amor é a lei, mas o amor sob umaforte vontade." Não sabemos, porém, se o contrário era verdadeiro (se Crowley conhecia as obras de Bardon).

Há enormes indícios de que Bardon nunca foi discípulo de Crowley nem de ninguém que possamos identificar, embora haja tentativas de se apontarem "mestres" para Bardon com o objetivo de se explicar de onde ele tirou seus poderes. Nenhuma dessas tentativas foi provada até hoje. O que realmente aconteceu foi que Bardon tinha amizade com muitos praticantes de magia dos círculos ocultistas tchecoslovacos e alemães, especialmente com Wilhelm Quintscher (também chamado Rah Omir Quintscher), mas a relação parecia ser de amizade e de cooperação apenas.

Particularmente, eu não teria nenhum problema em aceitar, numa hipótese bastante improvável, que Bardon tenha sido discípulo de Crowley. Os aspectos polêmicos da vida de Crowley não obliteram o fato de que ele era um mago excepcional. Ainda assim, acredito na versão divulgada pela primeira vez por Otti Votavova no romance Frabato: a de que Bardon era um adepto de alto nível que ocupou o corpo do Franz Bardon de 14 anos numa Tchecoslováquia do início do século 20. Creio nisso porque tanto o discípulo quanto o filho de Bardon sustentam a mesma teoria da troca de corpos como verdadeira. Tomando como verdadeiro o fato de que o depoimento dos dois é mais confiável do que o de Otti Votavova, que todos os três, incluindo a última, coincidem em seus relatos não só dessa transformação quanto as habilidades e prodígios que Bardon demonstrava logo em sua adolescência, e que não conseguimos identificar até hoje um mestre, professor ou sociedade mágica que possa tê-lo ensinado (embora ele tenha provavelmente tenha feito parte da Rosa-Cruz), acredito que essa teoria é a mais provável de ser verdadeira. - A. A.

(14-07-10) [Em] algumas práticas passadas, eu fazia a japa e sentia uma pulsação na coluna, como se todo o sangue do meu corpo estivesse concentrado naquela região, e isso durava bastante, e minha mente ficava em um estado fantástico... Queria saber se isso é normal? e no dia-dia eu sinto as vezes uma pulsação de leve na minha coluna, não uma dor.

Você estava experimentando um estágio inicial de Pratyahara, que concentra o prana do corpo na espinha, e dirige as energias dos sentidos para a mente. A leve pulsação na espinha é a atividade da Kundalini. – PROPHECY

Atualização 17/07/10

(As 19 perguntas a seguir foram respondidas por Prophecy.)

Eu notei que, enquanto pratico pranayama, cinco ciclos por dia, é notavelmente mais fácil controlar um certo mau hábito. Isso é coincidência, memória seletiva ou algo relacionado realmente à prática de pranayama?

Isso é diretamente relacionado ao pranayama. Na medida em que o prana fica sob controle, também ficam controlados a mente e seus erros.

Quais são os efeitos de suas nadis serem limpas além de um progresso espiritual mais rápido?

Os efeitos de Nadi Shodhan são primariamente mentais. Quando o prana flui desimpedido, a mente flui desimpedida e é mais facilmente controlada. Existem também toxinas mundanas e karmas imediatos desta vida que ficam presas nas nadis. Os Chakras, os principais depósitos de karmas e débitos passados, podem ser limpos com pranayama antes de Nadi Shodhan acontecer, mas só depois de Nadi Shodhan os Chakras podem ser realmente trabalhados e só então pode a Kundalini despertar.

Na meditação de observação dos pensamentos, qual é o fenômeno do corpo se tornar quente, quase ou ao ponto de suar?

A “quentura” que você está sentindo é o apana, uma energia se movendo de uma maneira que limpa as nadis. Essa limpeza cria uma espécie de fricção, que resulta no calor. É por isso que o iogue é chamado às vezes de “tapasvi”, significando “aquele que gera calor”.

Quando tento me alongar / manter padmasana, sinto uma dor na junta / ligamento no lado direito do meu joelho direito, que fica abaixo da perna esquerda, o que devo fazer?

Sobre essa dor, só alongue mais lentamente e com uma atenção maior aos seus joelhos. Não force a padmasana com o objetivo de se alongar, também. Muitos ocidentais erroneamente creem que a flexibilidade necessária para a padmasana tem algo a ver com os joelhos, mas ela não tem. Ela envolve apenas os quadris.

Qual é a reação kármica quando se pratica a magia livremente?

Depende do que você quer dizer por “livremente”. Se você quer dizer “sem ligar para a retribuição kármica, de maneira a servir a seus próprios propósitos”, a magia ou o deixará se enforcar, ou vai entrar na situação e cuidar de você pessoalmente. O uso da magia não é tão diferente das suas ações normais do dia-a-dia. Aplique-as de um modo que acumula karma, e você terá maior débito. Aplique-as de um modo que não acumula karma, e você não terá um débito maior. Agora, às vezes um desejo deve ser realizado em prol da evolução da pessoa, mas a maioria não possui a maturidade para perceber quando é o caso.

Todos botem isso nas suas cabeças agora: a magia não foi feita para ser usada como controle sobre maya. Ela não foi projetada para isso. Se usada dessa maneira, você estará brincando com fogo. Muitos fenômenos mágicos envolvem o controle de maya. Porém, eles são apenas fenômenos. Um resultado do treinamento dos corpos mental e astral é o controle sobre as forças mental e astral. Esse controle de forças não é o objetivo final do treinamento desses corpos, contudo. Sobre quando esses fenômenos podem ser usados, essa decisão deve ser feita de acordo com a maturidade. Se você não for espiritualmente maduro o suficiente para saber, o melhor caminho é não agir. Na medida em que você avança, você ganhará conhecimento das causas envolvidas em cada situação, e sempre será capaz de tomar a decisão “correta” a esse respeito.

Então, nesse sentido, digo que a própria magia tem como o objetivo trazer o indivíduo a fins espirituais, e que, durante o caminho até lá, se ganha controle de forças inferiores. Porém, se alguém se tornar contente com essas, perde acesso às forças superiores. A magia busca ganho permanente. Não um ganho que é roubado de você depois de algumas décadas desprezíveis de vida física. Você poderia ascender em poder a um ponto em que causar um tornado, evocar fogo, criar terremotos etc., é possível. Não é provável de acontecer sem uma grande quantidade de evolução espiritual também, mas talvez ainda possível sem ela. Porém, você não levará essas habilidades com você para a sua próxima encarnação.

Eu tenho tido problemas com quase cair de sono durante a asana, e não durante outras práticas.

Se você estiver com sono durante a asana, tente praticá-la se sentando em baixo de um chuveiro ligado. Às vezes é algo que eu sugiro aos meus estudantes se eles estiverem tendo esse problema.

É melhor ter muitas práticas curtas, ou poucas práticas longas?

Muitas práticas curtas são melhores que poucas práticas longas.

Com a introspecção, o quão específicos devemos ser quando listamos nossas qualidades?

Seja muito específico enquanto lista os defeitos para o espelho da alma.

Como o papel / trabalho / personalidade de um espírito que alcançou a mais elevada evolução difere de outro espírito no mesmo nível?

Eles todos possuem aptidões essenciais diferentes. Todos eles são mais como uma parte de Deus do que outra, mais identificados com algum conjunto de qualidades do que com outro, e dessa forma permanecem em diferentes posições para ajudar em maneiras diferentes, embora a sua consciência esteja no mesmo nível.

O quão confiável você consideraria Israel Regardie?

Regardie é uma boa fonte para um iniciante, mas nada mais. Ele foi iniciado apenas até o grau de Adeptus Minor, um grau comparativamente baixo em sua Ordem, e nunca recebeu instruções posteriores em magia.

Pode-se apenas evoluir espiritualmente enquanto encarnado?

É possível desenvolver-se espiritualmente, esteja-se na carne ou não. Porém, enquanto desejos em relação a este mundo existam dentro da consciência, o espírito será magneticamente trazido de volta a esse mundo de novo e de novo. Portanto, um indivíduo pode desenvolver-se espiritualmente fora da encarnação física, mas se ele tiver desejos poderosos ligados a este mundo, então ele não pode se desvencilhar dele e evoluir para além desses desejos até ele tê-los superado enquanto neste mundo.

Quando se sabe que se alcançou o equilíbrio dos elementos?

No momento em que você o alcançar, você será capaz de sentir o seu corpo astral e sua matriz astral, bem como o seu corpo mental, a tal grau que você saberá com certeza que você o alcançou.

Devo experimentar Sirshasana sem auxílio?

Não se você estiver intimidado por ela. Porém, você pode normalmente encontrar instruções decentes oferecendo ajuda para a Sirshasana online. Eu pessoalmente recomendo que você use os seus cotovelos e antebraços para suportar o peso do seu corpo também, o que alivia grandemente a pressão no pescoço.

Às vezes, quando executo Sukha Purvaka Pranayama, desenvolvo um gosto único na minha boca, quase metálico mas, agora, é difícil descrever. Quando adiciono os bandhas na minha prática, esse gosto se intensificou. Você sabe o que é isso?

É provavelmente uma quantidade de saliva gerada por uma pressão em certas glândulas na parte anterior do céu da boca, que Jalandhar em particular pode aplicar.

Como Sukha Purvaka Pranayama se compara com Kriya Pranayama? Elas têm como objetivo a mesma meta ou são inteiramente diferentes? Pode Nadi Shodhan ser alcançada com Kriya Pranayama também?

Nadi Shodhan pode ser alcançada com Kriya Pranayama, sim. Tanto a Kriya quanto Sukha Purvaka têm metas similares, mas o Kriya é um circuito completo de exercícios que executam uma “turbinada” espiritual completa, por assim dizer.

Quando se faz Sukha Purvaka com um nariz ligeiramente entupido, isso causa desequilíbrios dentro das nadis Ida e Pingala porque uma nadi vai ganhar mais energia do que a outra?

Não, isso não causa desequilíbrio.

Eu li que Veos diz que Ioga leva apenas à felicidade enquanto a magia pode causar dor, qual é essa dor a qual ele se referiu?

A magia pode causar dor porque é frequentemente desejo do mago se envolver no mundo para melhorá-lo. Muitos iogues simplesmente correm deste mundo para sempre quando alcançam a liberação.

Irá a realização de Nadi Shodhan curar doenças que a pessoa já tem, ou irá apenas deixar a pessoa imune a futuras doenças?

Nadi Shodhan irá grandemente suprimir os sintomas de quaisquer doenças crônicas já possuídas, se não erradicá-las inteiramente, o que frequentemente ocorre. Ela também torna doenças futuras quase impossíveis a não ser que sejam deliberadamente assumidas de outros.

Para aquele que deseja apenas ganhar a liberação, as iniciações nas cartas de tarô são supérfluas? São essas apenas para aquele que deseja ir “acima e além” de seu dever, por assim dizer?

As iniciações das cartas de tarô podem funcionar em diferentes níveis. No ponto de vista da Ioga, a primeira carta de tarô é apenas o domínio dos quatro elementos, que pode ser representado pela derrota do desejo de se tornar parte do mundo, e o redirecionamento da atenção para dentro através do afastamento [do mundo material. N.T.].

A segunda carta de tarô seria a ascensão da Kundalini através dos sete chakras.

A terceira carta de tarô seria a realização de Samadhi.

Dessa forma, os pilares, que Bardon usou as cartas de tarô para representar, têm representações da Ioga também. Porém, do ponto de vista de um adepto, avançar de forma iógica é incompleto. Eventualmente, eles terão de dominar as outras esferas também, até mesmo se isso for feito através de modos mais meditativos.

Assim, para aquele que deseja liberação apenas, esse treinamento não é necessário agora, embora um tipo paralelo de treinamento deva ser eventualmente feito nas esferas mais elevadas da existência. Contudo, para aquele que possui Boddhichitta, o desejo pela iluminação espiritual não para si próprio, mas pelos outros, não existe dúvida sobre isso. Apenas um treinamento completo e sólido, que fortalece os veículos e torna o indivíduo o mestre de maya, e não fugitivo dele, irá bastar.

Atualização 26/07/10

(As 9 perguntas a seguir foram respondidas por Prophecy.)

Meu pai tem asma e enfisema (em seu início), consequência de décadas de fumo. Posso ensinar a ele Sukha Purvaka?

Sukha Purvaka será estressante demais para os pulmões dele se ele possuir os estágios iniciais de enfisema. Inicie-o em respiração simples, profunda. Inspiração por oito segundos, manter por quatro, expirar por oito, manter por quatro. Isso irá alargar e vivificar o tecido dos seus pulmões, e começará a restaurar a saúde às áreas danificadas. Uma vez que ele possa fazê-lo confortavelmente, pode passar para a inspiração por 12 segundos, manter por 6, expirar por 12, manter por 6. Quando ele conseguir fazer isso confortavelmente, depois de alguns meses, então ele pode fazer Sukha Purvaka.

Eu sou muito ansioso ao ponto de tremer, até mesmo com tarefas simples ou não importantes. Existe algo que posso fazer para combater ou reduzir esse nervosismo excessivo?

Faça um chá leve de camomila. Você pode encontrar saquinhos de chá em muitas mercearias, e se você não puder, então é barato comprar um pouco de camomila seca e fazer o chá fresco você mesmo. Tome mais ou menos duas xícaras desse chá, então vá lá fora e relaxe sob a luz do sol por mais ou menos vinte minutos. Faça isso toda manhã. A exposição direta à luz do sol ativará certas qualidades importantes de cura do chá na sua aura, e ajudará a soltar a ansiedade do seu sistema nervoso. O problema pelo qual está passando é causado por um sistema nervoso fraco, portanto qualquer coisa que o fortalecer ajudará. Eu usei esse método básico e simples antes para ajudar pessoas com esse mesmíssimo problema.

É a Jalabandha mantida durante o Pranayama inteiro?

Apenas durante Kumbhaka.

É Mulabandha mantida para o Recheka bem como Kumbhaka?

Ela deve ser mantida pelo menos por Kumbhaka, mas pode ser mantida durante o exercício todo também.

Existem materiais em particular (pedras, tipos de madeira etc.) que possuem virtudes ocultas que seriam conducentes à meditação e possuem um efeito notável se usados como as contas de um mala?

Tulsi, Rudraksha, ouro e diamante.

Uma leve curvatura na parte inferior das costas é natural em asanas de pernas cruzadas? Eu notei que em Vajrasana e quando sento numa cadeira, a parte inferior das minhas costas se torna completamente reta. Talvez essa leve curvatura sumirá na medida em que meus quadris se tornam mais flexíveis?

Na medida em que seus quadris se abrem em flexibilidade, forçarão a espinha reta.

É normal uma sensação de frio extremo quando se inicia Sukha Purvaka, ou estou fazendo errado?

Tudo bem. É o prana subindo através da espinha.

Os movimentos dos dedos durante Sukha Purvaka precisam necessariamente ser aqueles? Existe alguma razão especial para isso? Se precisamos apenas fechar e abrir as narinas, poderíamos usar qualquer combinação de dedos, certo?

O mudra de mão em particular utilizado durante Sukha Purvaka conecta certas nadis que terminam nas pontas dos dedos às nadis Ida e Pingala de um modo especial. Quando conectados, o efeito calmante sobre a mente é aumentado.

Como é o Samadhi do mago diferente daquele dos iogues?

O Samadhi dos magos, tradicionalmente, é a unificação de todas as quatro qualidades dos elementos da mente pessoal com as qualidades divinas da mente de Deus. Dessa forma, ocorre a união da Força de Vontade, Intelecto, Sensação e Percepção com as qualidades divinas da Onipotência, Onisciência, Onipresença e Infinidade.

Nos iogues, todas as quatro qualidades são frequentemente não unidas. Porém, isso leva muitas encarnações de prática, e pode ser apenas alcançado como Henosis, a total deificação de si mesmo.

10 comentários:

  1. "A idéia de que alguém possa assimilar características animalescas através da ingestão de carne é uma grande tolice e tem origem em uma linha espiritualista que não conhece as verdadeiras leis."

    A afirmação de Bardon em IAH não entra um pouco em contradição com o que Veos falou sobre a questão do vegetarianismo?

    ResponderExcluir
  2. Veos diz que a mente fica mais perturbada e mais propensa à ira com o consumo de carne devido à carga de energia presente nela, mas ele não disse nada sobre características animalescas. Há uma diferença. Veja.

    ResponderExcluir
  3. Também acho que Bardon é um pouco difícil de interpretar . Ele falou que a carne não traz características animalescas por si, pois um adepto pode comer carne e ainda assim controlar bem as suas emoções, pois sua mente é forte.

    Mas se um iniciante comer carne poderá deixar seu lado anímico-astral-psíquico dominar e aí o controle mental fica mais difícil.

    ResponderExcluir
  4. Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor".
    (Pitágoras)

    ResponderExcluir
  5. Há provas que é ´possivel materializar um elemento e usa-lo? Por exemplo atear fogo em um pano ?

    ResponderExcluir
  6. Eu sou deficiente físico, cadeirante, existe algum impedimento no sistema de Bardon (como ocorre, p. ex., na maçonaria)?

    ResponderExcluir
  7. Prezado Irmão de senda!
    Por favor, não encontrei o texto original do qual foi traduzido a "Corrupção Moderna da Magia" Pode me informar o link do mesmo para anexar a sua tradução que tem realmente verdades inquestionáveis e, eu vou compartilhar com os meus amigos.
    TFA
    Marcos

    ResponderExcluir
  8. Prezado Irmão de senda!
    Por favor, não encontrei o texto original do qual foi traduzido a "Corrupção Moderna da Magia" Pode me informar o link do mesmo para anexar a sua tradução que tem realmente verdades inquestionáveis e, eu vou compartilhar com os meus amigos.
    TFA
    Marcos

    ResponderExcluir
  9. Prezado Irmão de senda!
    Por favor, não encontrei o texto original do qual foi traduzido a "Corrupção Moderna da Magia" Pode me informar o link do mesmo para anexar a sua tradução que tem realmente verdades inquestionáveis e, eu vou compartilhar com os meus amigos.
    TFA
    Marcos

    ResponderExcluir